ISPN - Instituto Sociedade, População e Natureza

» .Capa

21.03.17

Mostra de Projetos do PPP-ECOS para Representantes de Governos e Sociedade Civil da America Latina

Na última sexta feira, como parte da programação oficial da Assembleia Ampliada do Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF), que ocorreu em Brasília de 15 a 17 de março, 60 pessoas de nove países da América do Sul tiveram a oportunidade de conhecer mais sobre o bioma Cerrado e sobre iniciativas de uso sustentável neste bioma.

O ISPN organizou uma pequena mostra de projetos do Programa de Pequenos Projetos Ecossociais – PPP-ECOS, no Cerratenses, no Jardim Botânico de Brasília. Os participantes puderam conhecer sobre a Cooperativa Central do Cerrado e seu papel em apoiar cerca de 30 organizações a comercializar seus produtos. A Associação dos Produtores Agroecológicos do Alto São Bartolomeu (APROSPERA) mostrou o novo modelo de relação entre agricultor e consumidor, o CSA (Comunidade que Sustenta Agricultura), despertando muito interesse dos participantes, por se tratar de uma metodologia baseada no apreço e na economia solidária.

A presidente do Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu (MIQCB), Dona Dijé, explicou com muita propriedade a luta das quebradeiras pelos territórios e pelo babaçu e a importância deste recurso para as 400 mil mulheres quebradeiras que vivem no território. Além de conhecer sobre essas três iniciativas apoiadas pelo PPP-ECOS, os participantes puderam aprender mais sobre o bioma Cerrado, a partir de uma caminhada com informações sobre este ameaçado bioma e de um lanche preparado pela Central do Cerrado com muitos dos ingredientes nativos, como pequi, buriti, araticum, baru, coquinho-azedo e outros.

Agradecemos pela parceria de 22 anos com o GEF e o interesse das pessoas que participaram da troca de experiências e tornaram o evento um sucesso.

6.03.17

Resultado do Prêmio Jorg Zimmermann da Sociobiodiversidade

 

A Comissão de Seleção da primeira edição do Prêmio Jorg Zimmermann da Sociobiodiversidade escolheu as duas iniciativas vencedoras. O edital recebeu 34 candidaturas, sendo 2 inelegíveis por ter atuação fora dos biomas contemplados ou por ser proposta por instituição pública.

A seleção de duas propostas foi uma tarefa difícil devido à qualidade e relevância de muitas candidaturas alinhadas com os critérios do edital. A comissão optou por priorizar duas iniciativas ainda em consolidação, para as quais o prêmio contribuirá com o fortalecimento e visibilidade.

Para ampliar o impacto do Prêmio e reconhecer  outras iniciativas relevantes, a comissão de seleção, com apoio do ISPN, optou por premiar mais três iniciativas com a menção honrosa, que receberão R$ 3 mil cada uma.

Parabéns a todos os candidatos por fazerem a diferença e ajudarem a construir um Brasil mais justo e sustentável!

 

Premiados:

  • Circuito de Feiras Agroecológicas do Baixo Munim, MA – Associação Agroecológica Tijupá e Feiras Agroecológicas de Morros, Rosário, Presidente Juscelino e Cachoeira Grande
  • Manejo Indígena de Babaçu “Toroya”: Legado dos nossos antepassados Indígenas para a Sociedade Mundial, Cacoal, RO – Associação Soenama do Povo Indígena Paíter Suruí

Menções honrosas:

  • Mercadinho Tá Caindo Fulô, Serra do Cipó, MG – Associação dos Agricultores Familiares Artistas e Artesãos da Região da Serra do Cipó
  • Resgatando a Boa Hora da Castanha, Comunidade de Boa Esperança, Manicoré, AM – Associação de Moradores Agroextrativista da Comunidade de Boa Esperança – AMABES
  • Fortalecimento da cadeia produtiva de castanha-do-Brasil, Reserva Extrativista do Lago do Cuniã, Porto Velho, RO – Núcleo de Apoio à População Ribeirinha da Amazônia – NAPRA

A premiação dos selecionados ocorrerá dia 30/03/2017 em Brasília. Os premiados devem aguardar contato telefônico.

Para aqueles candidatos que não foram selecionados nessa edição, fiquem de olho nas oportunidades de captação de recursos que divulgamos no site CAPTA e também nas próximas edições do Prêmio Jorg Zimmerman da Sociobiodiversidade.

 

 

 

“O trabalho com a agroecologia exige uma atenção diferente, porque você não está trabalhando com pacotes, está trabalhando com a natureza. Você não vai homogeneizar, você vai dar valor à diversidade. E essa diversidade vai te recompensar.”
– Jorg Zimmermann –

 

 

 

13.01.17

Primeira edição do Prêmio Jorg Zimmermann da Sociobiodiversidade

arte original sem bordas

Está no ar o primeiro edital do Prêmio Jorg Zimmermann da Sociobiodiversidade

O Prêmio consiste numa homenagem a Jorg Zimmermann, engenheiro agrônomo, que atuou como assessor e como membro da diretoria do ISPN. Teve diferentes inserções profissionais, o que
deixou um legado de importantes trabalhos realizados em termos de política pública, nas áreas de agroecologia, extensão rural e desenvolvimento sustentável em diferentes biomas, sempre voltado para povos indígenas, comunidades tradicionais e agricultores familiares.

A primeira edição do Prêmio Jorg Zimmermman busca reconhecer a importância e premiar práticas e saberes na área da sociobiodiversidade, desenvolvidos por pessoas físicas, grupos, movimentos ou entidades não governamentais brasileiras cujas atuações tenham sido significativas e transformadoras da realidade. Serão premiadas duas iniciativas localizadas nos biomas Cerrado ou Amazônia.

Para inscrever sua iniciativa, basta acessar o Edital para conhecer o regulamento completo e preencher o Formulário de Inscrição, que deve ser enviado por e-mail até o dia 14 de fevereiro de 2017.

Baixe aqui o Edital do Prêmio Jorg Zimmermann

Baixe aqui o Formulário de Inscrição

20.10.16

Prêmio Jorg Zimmermann estende prazo de captação

arte premio.redimensionado

O processo de captação de recursos tem envolvido nossa equipe e pessoas que reconhecem a importância do Prêmio. Contribuições foram realizadas totalizando, o montante de R$ 1.500,00 (mil e quinhentos reais), o que dificultou o cumprimento dos prazos estabelecidos no edital de captação.

Em virtude disto, procedemos a alterações em termos de prazos e de valor mínimo de doação para as pessoas físicas divulgados no Edital de Captação de Recursos, a saber:

PRAZOS

  • Lançamento do Primeiro Edital para Recebimento de Propostas: segunda quinzena de janeiro/2017;
  • Recebimento de propostas, até maio de 2017;
  • Análise e seleção de propostas, junho de 2017;
  • Divulgação do resultado, até 15 dias após a seleção;
  • Premiação, em data a ser estabelecida no edital.

CONTRIBUIÇÃO DE PESSOA FÍSICA

  • O valor mínimo de R$ 200,00 (duzentos reais) estabelecido para pessoas físicas fica alterado para R$ 100,00 (cem reais). Todas as demais condições de contribuição permanecem inalteradas.

Confiantes na obtenção de um maior aporte de recursos, solicitamos que nos apoiem na divulgação do Prêmio de modo a agregar um maior número de doadores. Há muitas experiências em termos de práticas e saberes valiosos e que merecem ser reconhecidas.

Confira o Edital com as alterações aqui.

7.10.16

SAVE OUR SAVANNAS – SOS!

O projeto SALVE NOSSAS SAVANAS – SOS! busca evitar uma catastrofe ecológica que afetaria a metade da América do Sul. As savanas são mal-compreendidas, desprezadas e ameaçadas. Um ponto de inflexão sem retorno se aproxima. Podemos fazer contribuições sustentáveis ??em grande escala para reverter a destruição e resolver problemas ambientais, sociais e econômicos interligados e de longo alcance que envolvem segurança hídrica, energética e alimentar, biodiversidade, clima, pobreza e êxodo rural. A solução seria uma combinação entre paisagens sócio-ecológicas utilizadas por comunidades rurais resilientes na metade do Cerrado remanescente e agricultura mais produtiva e sustentável em larga escala na metade já desmatada. A mudança neste sentido já começou, mas são necessários fortes novos estímulos. A equipe do ISPN conta com conhecimento técnico, contato com a base em todo o Cerrado e vasta experiência no governo, agências internacionais, universidades e sociedade civil. Está na hora de aprender lições, divulgar o que realmente funciona e influenciar políticas públicas e práticas privadas. Este salto poderá gerar benefícios e desbloquear novos recursos no Brasil e em países em desenvolvimento ao redor do mundo.

Conheça o vídeo de apresentação de nosso projeto:

18.08.16

Prêmio Jorg Zimmermann da Sociobiodiversidade

arte premio.redimensionado

O ISPN lança edital para captar doações financeiras ao Prêmio Jorg Zimmermann, que premiará pessoas, grupos, movimentos ou instituições com iniciativas significativas e transformadoras da realidade na temática da sociobiodiversidade, com ênfase nas áreas e comunidades rurais.

Jorg Zimmermann viveu uma história, profissional e pessoal, de dedicação à agroecologia e valorização da sociobiodiversidade, principalmente na Amazônia e no Cerrado.

Fica estabelecida a contribuição mínima de pessoa jurídica no valor de R$ 5 mil e para pessoa física R$ 200, podendo ser uma doação coletiva no mesmo montante. Para as pessoas que queiram seus nomes identificados e divulgados como doadores, com valores superiores a R$ 1 mil para pessoa física, favor enviar comprovante de depósito para o email instituto@ispn.org.br.

O primeiro edital de seleção de propostas para o Prêmio será lançado ainda na primeira quinzena de setembro de 2016. Cada uma das iniciativas selecionadas receberá o prêmio mínimo de R$ 10 mil.

Acesse o edital completo aqui e preencha a ficha de adesão aqui

27.07.16

Babaçu: Floresta de Vida

O documentário Babaçu, floresta de vida, traz uma perspectiva histórica da ação das mulheres quebradeiras de coco babaçu, suas famílias e organizações sociais, seus conflitos e suas conquistas em três diferentes regiões que têm em comum a conservação por meio do uso sustentável deste importante recurso natural. Este é um documento histórico sobre uma das mais representativas cadeias de valor da sociobiodiversidade brasileira, que abrange mais de 279 municípios em 11 estados, no Cerrado e na Amazônia brasileira.

O documentário introduz os atores sociais com uma participação ativa e dinâmica no processo da construção do filme, por meio da pesquisa, diálogos com pesquisadores e gestores, pela observação direta das formas costumeiras de viver de um grupo particular de pessoas, que são as famílias que fazem o uso do extrativismo dos produtos oriundos da palmeira Babaçu (Attalea spp.).

Leia mais . Read more »

Próxima Página . Next Page»

TFCA - Tropical Forest Conservation ActFundo AmazôniaPNUD - Programa das Naes Unidas para o DesenvolvimentoGEF
ISPN - Instituto Sociedade, População e Natureza »Fazer login » Intranet
SHCGN CLR Quadra 709 Bloco "E" Loja 38, CEP 70.750-515 Brasília - DF . Fone/Fax: (61) 3327-8085
DoDesign-s Design & Marketing