ISPN - Instituto Sociedade, População e Natureza

ISPN

No mês da mulher, agricultoras de Goiás e Pernambuco trocam saberes e força

Apoiadas pelo PPP-ECOS, nos dias 6 e 7 de março, mulheres do Cerrado trocaram experiências no Sertão para superar impactos das mudanças climáticas.

“Goiás sempre teve água, mas agora nossa região vem sofrendo com uma estiagem de quase três anos.” No município de Santa Rita do Novo Destino, a cerca de 300 km de Brasília, Josimar Aparecida (Josa) vê os impactos das mudanças climáticas na sua vida. As ações do agronegócio com o cultivo de monoculturas, como a soja, agravam o desmatamento, alterando o clima. A agricultora já perdeu metade de sua produção, inclusive, culturas importantes para sua renda, como o milho e o feijão. Além de cuidar sozinha das demandas domésticas, precisou intensificar o trabalho no roçado. A cultura patriarcal no Brasil faz com que os impactos das mudanças climáticas cheguem primeiro para as mulheres.

Para aprender a driblar a situação e se empoderar em busca de mais autonomia, Josa e mais duas companheiras da Associação de Mulheres Empreendedoras Rurais e Artesanais de Barro Alto e Santa Rita do Novo Destino (AMERA), Ginercina Silva e Luzia Dalva da Silva, saíram em jornada para conhecer as experiências de convivência com o Semiárido das agricultoras do sertão de Pernambuco. O intercâmbio, que aconteceu nos últimos dias 6 e 7, foi articulado a partir do Programa de Pequenos Projetos Ecossociais – PPP-ECOS (com recursos do GEF e gerenciado pelo Instituto Sociedade, População e Natureza – ISPN) e da Casa da Mulher do Nordeste (CMN), ONG pernambucana com foco no feminismo e agroecologia.

Leia mais »

TFCA - Tropical Forest Conservation ActFundo AmazôniaPNUD - Programa das Naes Unidas para o DesenvolvimentoGEF
ISPN - Instituto Sociedade, População e Natureza »Fazer login » Intranet
SHCGN CLR Quadra 709 Bloco "E" Loja 38, CEP 70.750-515 Brasília - DF . Fone/Fax: (61) 3327-8085
DoDesign-s Design & Marketing